jusbrasil.com.br
4 de Junho de 2020

No anseio pelo poder, o meu semelhante pouco importa.

(Vivemos tempos difíceis)

Edson Nerys, Estudante de Direito
Publicado por Edson Nerys
há 3 anos

Há muito já se dizia “violência gera violência”, fazendo uma alusão aos ensinamentos de Cristo que vaticinava –quem com ferro fere, com ferro será ferido. Claro que diante de tais sentenças não poderemos incorrer no mesmo erro que o rei Hamurabi, acreditando que o único meio de extirpar a violência é com mais violência, deixando isso estampado e registrado no conjunto de leis do seu reino.

Evidentemente, que nenhum tipo de violência é aceitável e solucionável. Pois, se assim fosse, não teríamos intermináveis embates entre França e o Estado Islâmico, Estados Unidos e Koreia do Norte, Israel e Palestina; fica claro que a violência não é as veredas da paz e da solução. Quando isso (digo: à violência) parti de alguém que elegemos acreditando ser a melhor opção para conduzir aquilo que é de todos, é ai que entramos em maus lençóis.

Na madrugada dessa quarta-feira (19), moradores de rua da grande São Paulo, foram acordados sob jatos d’água de um carro pipa de uma empresa contatada pelo então prefeito Sr. João Doria Jr. Na tarde de terça-feira (18), o Estado que mais importa e exportar do país, foi palco de mais um desfecho trágico, um morador de rua de 45 anos, foi encontrado morto, causa da morte: hipotermia.

Parece que a morte de um senhor de 45 anos, sem teto e sem cama para se esconder, se agasalhar e suportar à onda de frio que assola o belo Estado, não foi suficiente para conter os jatos de água autorizado por aquele que segundo a Constituição (lei maior do país), deveria prover moradia, segurança e uma vida digna.

Diante de acontecimentos como esses fica à indagação: o que é o bem comum, seria aquele onde valoriza-se uma classe de pessoas e menospreza as outras, ou, aquele que pelos menos disponíveis e necessários tente cumpri o bom papel de gestor, buscando o melhor para todos.

Parafraseando o escritor alemão Arthur Schopenhauer “ A alegria do pastor é saber que o lobo esta no pasto e atacou as ovelhas do vizinho e não as suas”.

Fica a reflexão.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)